Bookcrossing Blogueiro

Recentemente, como faço em todos os anos convidado pela Luma Rosa, participei da edição brasileira do Book Crossing blogueiro. Se você não conhece o que é este movimento, recomendo que você visite os links que estão no final deste artigo.

booking-crossing-blogueiro-300x300Mais que simplesmente libertar livros que não estamos mais lendo, o Book Crossing é uma ação com o objetivo de instigar e fomentar a cultura. Isso porque quando compartilhamos livros com pessoas que não têm acesso às obras ou mesmo quando trocamos com conhecidos, sem custo algum podemos ter contato com novas obras e, assim, aumentar nossa cultura.

Neste ano, separei mais de duas dezenas de livros para distribuir entre amigos e desconhecidos. Os livros ficaram aqui em casa separados por umas duas semanas. Eu esperava a data para que, de forma mais significativa, pudesse divulgar a ação. A verdade é que eu pensava em criar um bilhete carinhoso e colocar dentro deles, mas coincidiu com atividades na escola, fechamento de bimestre e, no fim, quando decidi que era hora dos livros trocarem de dono, estava impossibilitado de fazer como queria. Decidi então apenas libertá-los. Fiz isso durante uma viagem que passava por algumas estradas do interior paulista. Nelas, há uma rede de postos de combustível bastante moderna em que há inúmeros bancos e áreas de convivência protegidas da chuva. Foi justamente nestes lugares que ficaram a maioria dos livros. Ainda tenho alguns no carro e esperarei a oportunidade de dar a alguém que os queira ou de deixá-los num local de grande fluxo de pessoas.

A foto abaixo são de alguns livros que libertei ao longo da viagem. Essa imagem eu divulguei no Instagram antes de sair em viagem.

booking-crossing-blogueiro

Estes são apenas alguns que ganharam novo dono.

Abaixo você poderá conferir as fotos que tirei dos lugares onde os livros ficaram.

Comentei com a Luma, em recente conversa, que achei bastante estranha a atitude de algumas pessoas que ficaram com os livros. Como eu os deixava e saía de perto, as pessoas encontravam os livros, folheavam como quem estivesse apenas curioso e, vendo que ninguém falava nada, saíam andando com os livros. Sim, pareciam roubar os livros. Parte disso é culpa minha que não deixei nenhum recado de que os livros poderiam ser levados embora por qualquer pessoa. Mas sendo bastante otimista, essas pessoas podem conhecer o movimento também e sabiam que poderiam levá-los. Uma das pessoas que encontrou, abriu o livro, folheou, segui em direção ao seu carro e lá, começou a mostrar o livro para outra pessoa. Era um livro de poemas do Vinícius de Moraes. Não esperei para ver quem levou todos os outros, eu precisava seguir viagem… os livros também.

Fica aqui o convite para que vocês também participem da edição de novembro. Ela ocorrerá entre 08 e 16, mas não se apegue à data e sim ao ato de libertar livros que estão aí parados na sua casa e que podem ajudar alguém a aprender mais. Caso não tenha nenhum livro e queira apenas ajudar na divulgação, coloque um dos selos do evento em seu blog ou mesmo compartilhe as imagens nos seus perfis nas redes sociais.

Confira a página no Book Crossing no Luz de Luma [acesse aqui]

Confira a página do evento no Facebook [acesse aqui]

Atualização: 20/12/2014

Hoje imprimi vários selos para libertar duas dezenas de livros nas viagens de fim de ano. Esta é uma ótima oportunidade de alcançar mais pessoas e de estimular minhas crianças a fazer o mesmo. A maior, #aos9 já libertará seus primeiros livros também. Você pode criar seu próprio selo, escrever a mão e deixar dentro do livro. Assim quem encontrar não achará que é apenas um livro perdido.

Selos que imprimi para colocar dentro dos livros que vou libertar.

Selos que imprimi para colocar dentro dos livros que vou libertar.

 

Bookcrossing Blogueiro
Rate this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*