Critérios de correção para redações

Uma das dificuldades que muitos professores têm na hora de corrigir os textos de seus alunos é identificar e quantificar um valor para cada erro cometido. Mais comum que essa dificuldade é limitar-se a corrigir problemas ortográficos e deixar de lado outros aspectos que, em tempos de Enem, se tornaram uma dificuldade a mais para os alunos.  Outro ponto importante é que dia a dia chegam a este site um grande número de alunos sedentos por saber o que devem fazer para melhorar seus textos. Já falei sobre a estrutura de forma bastante detalhada no post em que ensino a fazer uma boa redação no concurso público. Além disso, comentei sobre critérios num outro artigo já publicado aqui mesmo. Confira lá.

Bem, o que publico abaixo são os critérios que eu uso para corrigir as redações de meus alunos e a maneira como abordo cada um dos aspectos no bilhete que escrevo para devolver a eles a produção escrita. Este guia sofre adaptações conforme a proposta. Se, por exemplo, o texto é pedido no formato do Enem, surge um critério que é a proposta de intervenção. De maneira geral, no entanto, sigo cada um dos tópicos aqui. Abordo a narrativa também já que aqui e entre meus alunos tenho professores e esta é sempre uma modalidade trabalhada nos primeiros anos do 1º EM.

Faça as adaptações necessárias e caso julgue necessário, deixe nos comentários o que achou que deveria haver neste guia. Caso queira baixar o conteúdo deste artigo no formato PDF, clique aqui.

I — ASPECTO ESTÉTICO

A) O que observar?

1. Legibilidade da letra;

2. Paragrafação;

3. Margens regulares;

4. Travessão;

5. Ausência de rasuras.

B) Como anotar?

1. Melhore a letra;

2. Faça letra legível;

3. Evite rasuras;

4. Não separe muito as letras da palavra;

5. Faça uma letra mais uniforme;

6. Indique parágrafo;

7. Deixe espaço para indicar parágrafo;

8. Faça parágrafo;

9. Faça margens regulares;

10. Diminua o tamanho do travessão;

11. Use o travessão em parágrafo.

II — ASPECTO GRAMATICAL

A) O que observar?

1. Ortografia;

2. Acentuação;

3. Concordância;

4. Pontuação;

5. Colocação pronominal;

6. Regência verbal.

B) Como anotar?

1. Observe a grafia correta das seguintes pala­vras;

2. Consulte no dicionário a grafia correta das palavras circuladas;

3. Acentue corretamente as palavras sublinhadas;

4. Observe a colocação correta do acento nas seguintes palavras:… Observe a acentuação correta de…

5. Veja o sujeito do verbo…

6. Empregue corretamente…

  • a virgula.
  • o ponto final.
  • o ponto de interrogação.

III — ASPECTO ESTILÍSTICO

A) O que observar?

1. Repetição de palavras;

2. Frases longas;

3. Emprego de palavras desnecessárias;

4. Uso inadequado do pronome onde;

5. Uso de adjetivos inexpressivos (significação muito ampla);

6. Presença de elementos (conectivos) da língua falada;

7. Emprego repetitivo das palavras que, porque e mas;

8. Prolixidade.

B) Como anotar?

1. Evite repetição de uma mesma palavra;

2. Evite repetição inexpressiva de uma mesma palavra;

3. Elimine as palavras circuladas;

4. Substitua a(s) palavra(s) “…”

  • por outras de sentido mais preciso.
  • de significação mais específica.
  • mais expressivas.

5. Frase confusa.

  • Reescreva-a.
  • Reestruture-a.
  • Dê nova redação a ela.
  • Escreva de uma outra forma.
  • Pense melhor no que você quer

– comunicar.
– dizer.
– transmitir.
– expressar.

6. Frase muito longa. Reescreva-a. (item anterior)

IV — ASPECTO ESTRUTURAL

A) O que observar?

1. Presença de um conflito básico ou de uma ideia central;

2. Sequência lógico-temporal;

3. Sequência entre as ideias;

4. Presença de aspectos pertinentes à ideia (con­flito) central;

5. Mundo interior da personagem (o que ela pensa e sente);

6. Seleção das falas da personagem;

7. Caracterização física e/ou psicológica da per­sonagem;

8. Criação do suspense;

9. Introdução clichê;

10. Desfecho clichê;

11. Coerência do foco narrativo.

B) Como anotar?

1. Detalhe este momento da personagem. Aprofunde este instante da história;

2.

  • Conte o que a personagem pensou e/ou sentiu.
  • Conte os pensamentos e/ou os sentimentos da personagem.
  • Penetre no mundo interior da personagem.
  • Faça sua personagem pensar.
  • Diga o que sua personagem sentiu.
  • Explore o mundo interior de sua personagem.
  • O que será que a personagem deve ou pode estar pensando?

3. Descreva a personagem.

  • o ambiente;
  • o lugar;
  • este objeto.

4. Apresente alguns detalhes da personagem.

  • do ambiente.
  • do lugar.
  • do objeto.

5. Elimine estes fatos. São desnecessários…

  • ao contexto da história.
  • à sequência da história.
  • ao conflito da personagem;

6. Aproxime-se mais de sua personagem. Apre­sente detalhes significativos, importantes, novos, sugestivos;

7. Faça sua personagem pensar no passado (no futuro, ou em fatos passados);

8. Mantenha o mesmo foco narrativo. Não mude o foco narrativo;

9. Elimine estas falas. São desnecessárias.

Baixe aqui a versão em PDF

V — RECADO FINAL

Destacar o aspecto mais crítico observado na redação. Este bilhete deve, de preferência, conter duas partes:

1) elogio;

2) crítica.

Algumas sugestões de bilhete:

Seu texto está [bom/ muito bom/ ótimo], mas pode ser melhorado se…

Seu texto está [bom/ muito bom/ ótimo], mas procure melhorar os seguintes…

Seu texto apresenta muitos pontos positivos:… Procure, no entanto,…

Reescreva seu texto observando sobretudo…

Ao reescrever seu texto observe principalmente…

Sua personagem é muito rica. Faltou, no entanto,…

Suas ideias são muito boas. Faltou, no entanto,…

Você contou uma história [muito gostosa divertida, atraente]. Cuide, porém…

Parabéns! Gostei muito de seu texto.

Continue assim!

Seu texto me deixou emocionado.

Que beleza, hein rapaz? garoto(a)

Que bacana! Joia!

Gostei tanto de seu texto que o li mais de uma vez!

Download

Critérios de correção para redações
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*