Os principais mecanismos de coesão textual

Aprenda a fazer redação nota 1000Neste artigo você aprenderá um pouco mais sobre os mecanismos gramaticais que fazem ou ajudam na coesão textual. Este é um tópico importantíssimo na redação do Enem e de outros processos seletivos como o vestibular e concursos públicos, pois um texto desconexo revela falta de planejamento e deficiência argumentativa. Na construção de um texto é de grande importância que o candidato se preocupe com a correta ligação das ideias. Assim, sua nota na prova, pelo menos no quesito estrutura, será mais alta.

Os principais mecanismos da coesão gramatical

Os pronomes pessoais, como já vimos, são palavras que têm sua carga significativa plena apenas quando os relacionamos a um substantivo (já citado anteriormente ou que ainda será citado). Isso significa que um pronome nunca tem autonomia e, por se relacionar a outro termo, torna-se peça fundamental na arquitetura, na “amarração” de um texto:

imagem-mecanismos-coesao-textual-1

Os pronomes possessivos, como sabemos, associam a ideia de posse às pessoas do discurso, relacionando a coisa possuída com a pessoa do possuidor:

imagem-mecanismos-coesao-textual-2

Os pronomes relativos, além de retomarem um termo antecedente, via de regra introduzem uma oração subordinada e desempenham função sintática nessa oração. O incorreto emprego de pronomes relativos (que, o qual, cujo) desestrutura por completo um texto:

imagem-mecanismos-coesao-textual-3

Os pronomes demonstrativos, no contexto textual, relacionam-se a uma pessoa do discurso, fazendo referência ao substantivo que preenche seu significado, e indicam a posição do substantivo em relação ao que se declara dele:

imagem-mecanismos-coesao-textual-4

#em-construção

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*