Travesseiros – Modelos e dicas de conservação

Quando me lembro de uma personagem bíblica, ao montar o acampamento fez um travesseiro usando uma pedra, imagino como a vida das pessoas no passado era complicada. Com a evolução do objeto, o mais importante é saber que ele se tornou indispensável para a qualidade do sono e saúde da coluna cervical e hoje podemos escolher qual o melhor travesseiro disponível no mercado. Escolher o travesseiro ideal, no entanto, não é tarefa fácil. É preciso experimentar e, muitas vezes, procurar um especialista que possa indicar não só o modelo correto como o material usado.  Por isso, abaixo você encontrará uma lista de travesseiros que podem ser escolhidos. Lembre-se de levar em conta a resistência, flexibilidade e material com que foram feitos.

Neste artigo você verá:

Travesseiro-dicas-comprar-conservação

Lista de travesseiros disponíveis no mercado

  • Espuma compacta ou poliuretano – é um dos mais resistentes, pois não cede tão facilmente ao peso da cabeça, porém é justamente este o ponto negativo, pois tende a ser mais duro;
  • Flocos de espuma – apesar de mais macio que o de espuma compacta, deforma mais facilmente, pois os flocos de espuma podem deslocar-se e formar buracos onde a cabeça se encaixa;
  • Espuma viscoelástica ou com “Espuma da Nasa” – é o travesseiro da moda, pois é um material de última geração. Ele se adapta ao corpo facilitando a circulação do sangue. É muito indicado também porque previne dores musculares;
  • Espuma látex – este é um travesseiro ideal para quem tem alergia, pois recebe tratamento antiácaro, mas tem um ponto extremamente prejudicial e, por ter uma estrutura perfurada, favorece a ventilação do travesseiro. Ele é confortável e dispõe de apoio ideal para todas as posições. Entretanto, como é de “borracha”, exerce pressão contrária ao peso da cabeça, o que pode significar dores na cervical quando a pessoa costuma mexer-se na cama durante a noite.
  • Plumas e penas de ganso– estes são os modelos considerados mais macios de travesseiro. Além disso, ajustam-se com muita facilidade ao formato da cabeça. O ponto negativo é que são os mais acumulam fungos, ácaros e bactérias. A sugestão é que sejam trocados muito frequentemente.
  • Ervasdiz-se que podem melhorar a qualidade do sono. Os mais comuns são os de alecrim, camomila e de macela. Mesmo sem comprovação de seus efeitos, possuem muitos adeptos. O ponto negativo é o mesmo dos travesseiros de penas de ganso: não oferecem sustentação correta à coluna cervical.

Como se vê, as opções são grandes, porém, depois de escolher qual o melhor modelo para comprar, deve-se pensar na melhor forma de conservá-los. Por isso mesmo selecionei algumas dicas para melhorar a durabilidade do seu novo travesseiro.

Dicas de conservação de travesseiros

  • Não escolha um travesseiro muito mole se seu colchão é duro senão um compensará o outro e seu corpo não ficará bem ajustado;
  • Travesseiro é, como se diz popularmente, mulher de malandro. Umas boas pancadas todos os dias para afofá-lo fará com que o enchimento fique mais ventilado e diminua o risco de ácaros e outros parasitas;
  • nem todos os travesseiros podem ser lavados. Fique de olho nas instruções específicas do seu;
  • Não exponha diretamente seu travesseiro ao sol. O calor altera a resistência do enchimento e sua vida útil ficará comprometida;
  • A vida útil de um travesseiro depende muito da maneira como ele foi utilizado, mas os técnicos dizem que, no máximo, a cada dois anos ele deve ser trocado.

Modelos de travesseiros

Abaixo você encontrará alguns dos modelos mais famosos de travesseiros que são os da marca Duoflex. Há outras marcas concorrentes desta, mas a experiência mostra que os de maior qualidade são estes. Você poderá encontrar as características de cada um deles acessando o site oficial da empresa. Clique aqui e veja.

Bônus: Dicas para conservação de colchões

Muitos ainda têm dúvidas sobre como aumentar a durabilidade do colchão. Assim como o travesseiro, podemos aumentar a vida útil tomando alguns cuidados básico como virarmos o colchão para que ele não deforme. Mas essa não é a única maneira de conservar mais e melhor o seu colchão. Outros procedimentos relacionados à limpeza e uso cotidiano podem fazer com que suas noites de sono sejam mais constantes.

Quais são então, as formas para conservar melhor o colchão que acabamos de comprar?

  • Um costume bastante comum das pessoas “apressadas” é, ao se vestir e não encontrar passada a roupa que deseja, fazer isso sobre o colchão. Ainda que ele esteja protegido pelo lençol, o calor pode danificar o tecido.
  • Nunca apoiar objetos pesados sobre ele. Vai colocar uma caixa pesada cheia de peças de computador sobre o guarda-roupa, coloque-a no chão e use uma escada. Não suba no colchão, pois em pé, a pressão numa área muito pequena pode estragar a estrutura do mesmo.
  • Ainda que seu colchão seja mais moderno e tenha respiro, uma boa prática é colocar seu colchão para ventilar. Essa é uma prática ainda mais necessária se você morar em regiões muito úmidas ou então tiver problemas de impermeabilização nos seus quartos;
  • Não queira dobrar o colchão para que ele caiba num espaço menos na edícula. O ato de dobrar bem como de ficar em pé sobre ele podem prejudicar a estrutura. Nessa dica, claro, incluo as crianças, tão afeitas aos pulos no colchão. Lembre-se de que, apesar de mais trabalhoso, fica muito mais barato levá-las ao parquinho no shopping.
  • Verifique a estrutura da cama. De nada adianta um belo e caro colchão se o estrado da cama está quebrado. Além de correr o risco de danificar a estrutura do colchão e também furá-lo com lascas d emadeira, você pode vir a ter problemas de coluna ainda que seu colchão tenha sido bem escolhido e adequado ao seu peso.
  • Use uma capa protetora para seu colchão. Existem diversos modelos disponíveis no mercado. Não mantenha o colchão no saco plástico, pois em vez de protegê-lo, pode estar ajudando na proliferação de microrganismos que desencadearão alergias e até mesmo prejudicarão o colchão.

Seguindo estas dicas, seu investimento durará muito mais e você terá motivos para dormir tranquilo.

Travesseiros – Modelos e dicas de conservação
5 (100%) 1 vote

Um comentário

  1. Qual tecido devo comprar para fazer o “saco” do travesseiro. De 2 que tenho quero fazer um terceiro!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*