Andando em Vão

Leitura: Filipenses 4.4-9

“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus” (Fp 4.7).

Este é o texto predileto dos pastores encerrando os cultos. Encaminha-nos para enfrentar a vida na nova semana. Interessante é que não se diz “guardará” e sim “guarde”: promessa transformada num desejo um pouco vago. Fica uma idéia assim: Você fez a sua parte, vindo ao culto. Agora, tomara que Deus faça a dele, guardando-o em paz. O texto é mais forte.

Promete firmemente – só que… não assim sem mais nada. Por que será que esse versículo começa com “E”? Este “E” faz ligação com algo que vem antes -condição para a promessa valer. Para enxergar isso, vamos partir de onde estamos e ler o texto de trás para frente: A paz de Deus virá se ficarmos em contato com Deus por meio de oração, deixando todas nossas ansiedades por conta dele. Afinal, Ele está perto de nós, e assim também podemos ser amáveis e razoáveis com outras pessoas.

Essa comunhão com o Senhor proporciona alegria, independentemente das circunstâncias da vida. Na verdade, não importa muito se lemos este texto do começo ao fim ou do fim ao começo ou até em círculo. No fundo, não há diferença entre a alegria no Senhor e a paz em Jesus Cristo. Uma funde-se com a outra. O importante é manter tudo junto.

Uma alimenta a outra, e o Senhor alimenta tudo quando mantemos comunhão com ele. Às vezes nos metemos em algum círculo vicioso e procuramos uma saída. Aqui é o contrário. É um círculo virtuoso no qual precisamos entrar – e a entrada está aí – no versículo 6. Bem-vindo!

PUBLICIDADE

… a alegria do Senhor os fortalecerá” (Ne 8.10).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − dezesseis =