Características da Redação do Enem

Desde sua primeira edição, em 1998, a prova de Redação do Enem solicita a elaboração de uma dissertação argumentativa, gênero de texto ao qual foram dedicados diversos artigos  neste outro site já no passado.

A proposta costuma ser apresentada a partir de uma coletânea de textos.

Em termos mais específicos, isso significa que, por um lado, trata-se de um exercício de leitura, porque o participante é avaliado quanto à sua capacidade de apreender significados inscritos nos textos de apoio para compreendê-los, associando-os entre si e a outros textos de seu repertório; por outro lado, avalia sua competência de posicionar-se diante de um tema polêmico para sustentar seu ponto de vista com argumentos pertinentes e bem explicados.

Embora exija uma dissertação tradicional, a redação no Enem tem duas características que merecem atenção especial:

  • os textos são avaliados segundo critérios bastante objetivos, que precisam ser conhecidos. Eles se fundamentam em cinco grandes competências, consideradas essenciais à redação de um texto eficiente;
  • costuma-se solicitar ao participante que inclua no texto uma proposta de intervenção na situação-problema apresentada como tema, respeitando os direitos humanos.

Deve-se ter em mente que tanto os critérios de avaliação quanto as exigências de intervenção e respeito aos direitos humanos não são meras formalidades.

PUBLICIDADE

Essas características mostram-se ainda mais relevantes ao considerarmos a natureza do Enem: trata-se de um exame que serve não apenas para compor o processo de seleção de muitas universidades, mas também para avaliar o letramento dos estudantes do Ensino Médio do país.

É esperado, portanto, que os propósitos da prova interfiram profundamente nos currículos das escolas.

Entre os vários documentos oficiais sobre as especificidades desse exame, selecionamos duas publicações do MEC/Inep com base para esta atividade: Enem: relatório pedagógico 2007 e Textos teóricos e metodológicos – Enem 2009.

Deste, extraímos o trecho a seguir, que resume as características da proposta de redação e as expectativas da Banca de correção:

A redação do Enem […] avalia o desempenho do participante como produtor de um texto no qual ele demonstre capacidade de reflexão sobre o tema proposto. Essa reflexão faz-se a partir da leitura dos textos que compõem a proposta, conjugada à leitura da realidade. Para isso ele deverá mobilizar os conhecimentos adquiridos não só ao longo da sua vida escolar, mas também aqueles que resultam de sua experiência de vida.
O modo como é elaborada a proposta, envolvendo diferentes textos que tratam de temas atuais, em diferentes linguagens e sob uma ótica também diversa, resulta em uma prova que avalia conhecimentos de diferentes áreas. Há o compromisso de que os temas abordem questões de ordem política, social, cultural ou científica, desde que apresentados como uma situação-problema, para a qual o autor do texto deverá propor soluções, respeitando os direitos humanos.

Textos teóricos e metodológicos – Enem 2009, p. 81.

PUBLICIDADE

Aqui no site, nos próximos artigos, falaremos sobre outras características da prova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + onze =