Verdade ou Mentira?

Leitura: Efésios 4.25-32

“…cada um de vocês deve abandonar a mentira…” (Ef 4.25).

Pense em alguém famoso, tido como intocável pela condição social, presença frequente nos jornais, nas rádios e na televisão, mas que passou para a História como mentiroso, perdendo o brilho e credibilidade. Lembrou de alguém? Muitos nomes poderiam ser mencionados, dentro e fora do Brasil.

A mentira é terrível. Pequenas coisas, sem importância. Depois, cresce porque uma mentira chama outra, e assim se multiplica. Oculta e tida como segredo, vaza para várias pessoas e daí para o conhecimento público. Divulgada a mentira, dependendo do contexto e das implicações, causa grandes estragos.

A primeira mentira na Bíblia aconteceu no Paraíso, tendo como personagens Adão, Eva e a serpente. A serpente criou o contexto para a mentira, lançando dúvida sobre o que Deus disse – “Foi isto mesmo que Deus disse: Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim?” (Gn 3.1). A dúvida é encruzilhada onde é preciso decidir por onde seguir. Ouvindo a resposta de Eva repetindo o que Deus havia dito, a serpente distorceu o que Deus disse (Gn 3.4).

Cabia a Eva decidir: aceitar ou não a informação da serpente. Acreditou na serpente, apesar de já conhecer a verdade. Comeu e levou o fruto para Adão que, solidário com Eva – fez da mentira a sua verdade. As consequências, nós conhecemos. Aliás, somos todos portadores do vírus chamado “pecado”. Nascemos contaminados e desenvolvemos a doença espiritual tornando-nos “pecadores”. Doença múltipla em suas formas, a mentira é uma delas, leva-nos à morte. Todavia, Deus providenciou o remédio que combate causa e efeitos, devolvendo-nos a vida. Graças a Deus por Jesus Cristo, o Salvador.

PUBLICIDADE

“Deus nos ama” é a verdade que até hoje a serpente insiste em apresentar como mentira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + quatro =