Proposta de redação sobre miséria humana

A  proposta que trazemos hoje é bastante atual porque desde o início da história do homem sempre houve quem fosse oprimido, passasse necessidade e sempre houve a exploração desse tipo de situação por uns. Baseado nisso, vamos ler os textos da coletânea e desenvolver um texto obedecendo as instruções dadas.

Proposta de redação sobre miséria

Leia a proposta abaixo a partir da coletânea e desenvolva um texto em prosa, de acordo com as instruções específicas.

Leia atentamente o texto a seguir.

O bicho

Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa, Não examinava nem cheirava: Engolia com voracidade.
O bicho não era um cão, Não era um gato, Não era um rato.

O bicho, meu Deus, era um homem.

Manuel Bandeira. Belo Belo.

mendigo_thumb-25255B2-25255D

Crie um texto dissertativo desenvolvendo o tema:

A miséria transforma o ser humano em bicho.

Leia os textos que seguem e, se quiser, extraia deles algumas ideias para o desenvolvimento de seu trabalho. Não os copie.

Texto 1

– Você é um bicho, Fabiano.
(…)
– Você é um bicho, Baleia.
Vivia longe dos homens, só se dava bem com animais. Os seus pés duros quebravam espinhos e não sentiam a quentura da terra. Montado, confundia-se com o cavalo, grudava-se a ele. E falava uma linguagem cantada, monossilábica e gutural, que o companheiro entendia. A pé, não se aguentava bem. Pendia para um lado, para o outro lado, cambaio, torto e feio. Às vezes utilizava nas relações com as pessoas a mesma língua com que se dirigia aos brutos – exclamações, onomatopeias. Na verdade falava pouco. Admirava as palavras compridas e difíceis da gente da cidade, tentava reproduzir algumas, em vão, mas sabia que elas eram inúteis e talvez perigosas.

Graciliano Ramos. Vidas secas.

Texto 2

Comida

Bebida é água.
Comida é pasto.
Você tem sede de quê?
Você tem fome de quê?
A gente não quer só comida.
A gente quer comida, diversão e arte.
A gente não quer só comida,
A gente quer saída para qualquer parte.
A gente não quer só comida,
A gente quer bebida, diversão, baile.
A gente não quer só comida,
A gente quer a vida como a vida quer.
Bebida é água.
Comida é pasto.
Você tem sede de quê?
Você tem fome de quê?
A gente não quer só comer,
A gente quer comer e quer fazer amor.
A gente não quer só comer,
A gente quer prazer pra aliviar a dor.
A gente não quer só dinheiro,
A gente quer dinheiro e felicidade.
A gente não quer só dinheiro,
A gente quer inteiro e não pela metade.

Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer, Sérgio Britto.

Proposta de redação sobre miséria humana
Rate this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*