Quatro mapas mentais sobre gêneros textuais

O artigo de hoje é para compartilhar com vocês quatro mapas mentais que uso em sala de aula apara ajudar meus alunos a entender os diferentes gêneros textuais. Como o objetivo aqui não é explicar as imagens, quero lembrar vocês apenas de que hoje em dia uma das competências avaliadas pelos concursos, vestibulares e, mais diretamente pelo Enem, é o reconhecimentos dos diferentes gêneros textuais.
Como não consigo apenas deixar a imagem, quero apenas reproduzir sucintamente o meu discurso de sala de aula.
As diferenças observadas entre os textos dizem respeito à situação de produção dos gêneros, incluindo a finalidade. Se o locutor quer persuadir alguém a consumir um produto, ele argumenta, como faz o anúncio de relógio. Se quer contar uma história ficcional, ele pode produzir um texto como “Diálogo final”. Se quer transmitir conhecimentos, ele deve construir um texto que exponha os saberes de forma eficiente, como se verifica em um verbete de dicionário.
Assim, quando interagimos com outras pessoas por meio da linguagem, seja a linguagem oral, seja a linguagem escrita, produzimos certos tipos de textos que, com poucas variações, se repetem no tipo de conteúdo, no tipo de linguagem e na estrutura. Esses tipos de textos constituem os chamados gêneros do discurso ou gêneros textuais e foram historicamente criados pelo ser humano a fim de atender a determinadas necessidades de interação verbal. De acordo com o momento histórico, pode nascer um gênero novo, podem desaparecer gêneros de pouco uso ou, ainda, um gênero pode sofrer mudanças até transformar-se em um novo gênero.

Numa situação de interação verbal, a escolha do gênero textual é feita de acordo com os diferentes elementos que participam do contexto, tais como: quem está produzindo o texto, para quem, com que finalidade, em que momento histórico, etc.
Os gêneros discursivos geralmente estão ligados a esferas de circulação. Assim, na esfera jornalística, por exemplo, são comuns gêneros como notícia, reportagem, editorial, entrevista; na esfera de divulgação científica, são comuns gêneros como verbete de dicionário ou de enciclopédia, artigo ou ensaio científico, seminário, conferência.

Desse modo, os gêneros textuais que circulam na sociedade podem ser organizados em cinco grupos: gêneros do narrar, do relatar, do argumentar, do expor e do instruir.

Veja no quadro a seguir os principais gêneros assim agrupados.

Clique sobre os mapas para acessá-los.

Quatro mapas mentais sobre gêneros textuais
Rate this post

2 comentários

  1. Jesiel Martins Coelho

    É muito satisfatório e gratificante encontrar atividades ricas assim. É a oportunidade para o estudante enxergar e visualizar as estruturas das tipologias textuais para agir com coesão e coerência em seus escritos e também para uma boa oralidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*