Interpretar textos – Presença do negro nos latifúndios

Aqui no site você pode encontrar uma série de exercícios de interpretação e muitos outros artigos teóricos. Tenho dito que a interpretação de textos é o carro chefe da prova do Enem, mas para que você faça bem isso é preciso que outros conceitos estejam muito bem entendidos. Pense, por exemplo em como um aluno pode resolver uma questão sobre ambiguidade sem ter conhecimento do que é polissemia ou mesmo sintaxe? Como justificar gramaticalmente a classificação de um termo sintático sem conhecer a diferença entre predicativo do sujeito ou do objeto. Pode parecer que eu esteja dando ênfase demais na parte estrutural, gramatical, mas grande parte dos problemas de interpretação que vejo em sala de aula são consequência da falta de conhecimento de vocabulário. E nós fazemos pouco ou quase nada de estudos sobre isso. Por isso mesmo que neste artigo vamos trabalhar com esta questão. Falamos de vocabulário e significação de palavras.

Atividades de interpretação com gabarito

Pode dizer-se que a presença do negro representou sempre fator obrigatório no desenvolvimento dos latifúndios coloniais. Os antigos moradores da terra foram, eventualmente, prestimosos colaboradores da indústria extrativa, na caça, na pesca, em determinados ofícios mecânicos e na criação do gado. Dificilmente se acomodavam, porém, ao trabalho acurado e metódico que exige a exploração dos canaviais. Sua tendência espontânea era para as atividades menos sedentárias e que pudessem exercer-se sem regularidade forçada e sem vigilância e fiscalização de estranhos.

(Sérgio Buarque de Holanda, in Raízes)

1) Segundo o autor, os antigos moradores da terra:

a) foram o fator decisivo no desenvolvimento dos latifúndios coloniais.

b) colaboravam com má vontade na caça e na pesca.

c) não gostavam de atividades rotineiras.

d) não colaboraram com a indústria extrativa.

e) levavam uma vida sedentária.

2) “Trabalho acurado” é o mesmo que:

a) trabalho apressado

b) trabalho aprimorado

c) trabalho lento

d) trabalho especial

e) trabalho duro

3) Na expressão “tendência espontânea”, temos uma(a):

a) ambiguidade

b) cacofonia

c) neologismo

d) redundância

e) arcaísmo

4) Infere-se do texto que os antigos moradores da terra eram:

a) os portugueses

b) os negros

c) os índios

d) tanto os índios quanto os negros

e) a miscigenação de portugueses e índios

5) Pelo visto, os antigos moradores da terra não possuíam muito (a):

a) disposição

b) responsabilidade

c) inteligência

d) paciência

e) orgulho

Gabarito dos exercícios de interpretação

1) Letra c

A resposta se justifica com o trecho: “Dificilmente se acomodavam, porém, ao trabalho acurado e metódico…”. A palavra-chave para a questão é o adjetivo metódico, que pressupõe rotina, coisa de que eles não gostavam.

2) Letra b

Questão de sinônimos. Basta consultar um dicionário para conferir. Acurado é o mesmo que especial.

3) Letra d

Cacofonia é o som desagradável que surge na união do final de uma palavra com o início da seguinte; por exemplo, nosso hino (suíno). Neologismo é palavra inventada, que não consta no vocabulário oficial da língua; por exemplo, imexível. Arcaísmo é o uso de termos antigos, em desuso; por exemplo, usar a palavra físico com o sentido de médico. Em tendência espontânea temos uma redundância, uma vez que a tendência é sempre espontânea, ou não seria tendência.

4) Letra c

Deduz-se que se trata dos índios, em razão de suas características e por serem chamados de antigos moradores da terra. Na realidade, é uma questão que exige conhecimentos extratexto.

5) Letra b

Justifica-se a resposta com o trecho: “…e que pudessem exercer-se sem regularidade forçada e sem vigilância e fiscalização de estranhos.” Ou seja, eles eram livres, gostavam de fazer as coisas de acordo com sua vontade, na hora que bem entendessem. A vigilância e a fiscalização os perturbavam, pois não gostavam de regularidade no trabalho.

5 comentários

  1. Carlos Gabriel

    FORA TEMER

    eu quero passar no Enem, mas esse sistema de avaliação é muito fraco porque podem falsificar. O fantástico mostrou isso quando teve o enem em 2016.

  2. Patrick Kengi

    Vi esta postagem lá no Facebook e vim conferir os exercícios. Estou fazendfo ensino Médio e gostei bastante. Minha professora deveria usar mais exercícios assim.

  3. Patrick Kengi

    Professor, quando vou fazer a redação sempre travo na proposta de intervenção. Você tem alguma dica para melhorar neste aspecto?

  4. Pedro Valença

    Exercícios assim são bem importantes para fazer a gente pensar sobre racismo. A redação é muito importante para meu curso e na redação do ano passado não fui muito bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*